Referências Visuais

Olá você que me acompanha todas as sextas aqui no blog! Muito bem vindo também você que me visita pela primeira vez!

Quando fiz a postagem passada mostrando o progresso (lápis, arte final e desenho pronto para a entrega) do casal, muitos vieram me perguntar como fazia para que os desenhos ficassem com tantos detalhes ou tão convincentes. Houveram comentários como: “meus desenhos não tem tanta leveza”; “nossa! parece que posso encontrar gente vestida assim nessas feiras medievais!”; ou ainda “porque quando eu faço não ficam naturais assim?”. Algumas pessoas acham que desenho é algo completamente mágico. A mágica até acontece… depois de muito treino e estudo.

Mas apesar de estudar bastante, tem coisas que não temos de pronto na memória. Já joguei basquete, mas não tenho como lembrar realmente como seria a sequencia de um lance livre. Apesar de ter visitado várias igrejas e catedrais, não tenho uma memória fotográfica que me permita reproduzir isso em uma encomenda.

Para que sua ilustração, desenho ou história fique realmente bacana e convincente, o planejamento pode ser algo bastante saudável (já que todo mundo que desenha sabe o quanto é difícil acertar de primeira)!

Após o briefing ou mesmo depois de pensar em uma possível história, normalmente faço vários rascunhos (nesse momento, ainda sem me preocupar com referências). Trabalho estes rascunhos de uma forma que agrade ao cliente e a mim e, quando estiver definido como será feito, as referências visuais se tornam grandes aliadas para mim. Seja para acertar uma proporção, seja para acertar uma postura de personagem, seja para vesti-lo ou até mesmo texturas que gostaria de aplicar para deixar o desenho cada vez mais rico.

Abaixo, vão dois exemplos que já postei aqui no site. O de uma história autoral e de uma ilustra encomendada:

wp-1479489233736.jpg

wp-1479489229218.jpg

Nos dois casos, as referências enriqueceram muito a produção. O ‘Histórias Des’Contadas 2″ de basquete, tive a sorte de encontrar referências bem similares ao que eu planejei no esboço da página. Já no caso do “Casamento Sombrio”, o rascunho que fiz mostrava o casal em um posicionamento que não seria fácil de encontrar, então, juntei a turma no dia do jogo de RPG para tirarmos fotos de referência para me ajudar com a posição e proporção do casal neste ângulo que não é tão comum, o que enriqueceu demais o resultado final.

Estou trabalhando feito louca em umas páginas, então agradeço demais todo o apoio, força e resposta boa que tenho de vocês. Vocês são maravilhosos! Obrigada!

Espero que tenham gostado e até a próxima sexta!

 

Histórias Des’Contadas 2

wp-1477102195925.jpg

Olá você que me acompanha todas as sextas aqui no blog! Muito bem vindo também você que me visita pela primeira vez!

As vezes me perguntam se para desenhar precisa ter jeito para a coisa.. Na verdade, as vezes a gente acha que o tal do “jeito” nunca chega e desiste no meio do caminho… Mas sabe de uma coisa? Talvez nem exista jeito pra nada… Mas sempre existe caminho!

E no fim das contas, o caminho é o que realmente importa.

Fiquei muito feliz com o retorno que tive de minhas histórias des’contadas. Tanto que resolvi arriscar mais uma. Porquê não?

Muito obrigada por todos os comentários e mensagens de carinho… Vocês são simplesmente maravilhosos!

Espero que gostem da página de hoje e até a próxima sexta! ^_^

Histórias Des’Contadas

Olá você que me acompanha todas as sextas aqui no blog! Muito bem vindo também você que me visita pela primeira vez!
Todo dia é o mesmo dia, quem torna os dias diferentes e melhores, somos nós.

Todos temos histórias não contadas dentro de nós. E são comuns a vários corações.

Quantas delas foram contadas e depois “des”contadas com medo de o que as pessoas iriam pensar?

Espero que todas as histórias encontrem seus caminhos e que as mudanças sempre sejam para melhor.

Espero que gostem e até próxima sexta!

Haole!

wp-1471023257676.jpg

Olá você que me acompanha todas as sextas aqui no blog! Muito bem vindo também você que me visita pela primeira vez!

Dentre os projetos que estou participando, um dos que tenho tido bastante carinho é Haole!

wp-1471023270271.jpg

Haole (pronuncia-se “ráuli”), em havaiano, significa “homem branco, caucasiano, qualquer estrangeiro, de origem estrangeira”. Etimologicamente significa “aquele que não respira”. A associação de Haole com pessoas brancas se deu quando os nativos perceberam que eles não respiravam 3 vezes após suas rezas, como dita a tradição havaiana.

wp-1471023247475.jpg

Hoje é usada, principalmente, para designar um surfista de fora, que não é nativo da praia onde surfa.

Todo mundo pode se sentir fora de sua praia em muitos momentos da vida, em ‎Haole‬, temos a história de Irene, uma garota negra, deficiente física, que vive atormentada por fantasmas de seu passado. Ela, que adora pegar onda, vai passar por uma experiência extraordinária e esta guerreira vai surfar ondas estranhas e desconhecidas…

Foi hoje ao ar no Social Comics  o Volume 1 de Haole! É o segundo título do selo Pagu Comics junto à Editora Cândido. Com o Roteiro da Milena Azevedo (uma pessoa maravilhosa que um dia esbarrei e agora não solto mais <3), lápis das queridas Sueli Mendes e Chairim Arrais, com Arte Final minha (Blenda Furtado) e cores da Weyne Ribeiro. Haole é um projeto que melhora a cada página e que fiquei bastante feliz de colaborar com meus pincéis e canetas. ^_^ A capa foi feita no capricho pela Brendda Lima  que só veio acrescentar à esta super equipe!

Agradecimento especial à Chefinha Ana Recalde,

wp-1471023237246.png wp-1471025154992.jpg

Espero que possam acompanhar os próximos volumes e meus próximos projetos! Estou trabalhando bastante e espero poder compartilhar com vocês o mais rápido possível! Continuem me acompanhando e espero que continuem torcendo por mim, seus lindos!!! ^_^